segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

O Espiritismo Pergunta

O Espiritismo Pergunta
Militão Pacheco (espírito) Contribuição de Ivando Ramos
Psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira
Por: Damião Metamorfose.
*
Você já se perguntou
Por que fala baixo ou grita?
Por que é desatento, ativo,
Passivo, manso ou se irrita...?
Pois vou responder agora
Pra quem sabe e ignora,
Ou não sabe e acredita!
*
Meu irmão, não se permita
Impressionar-se apenas
Com essas alterações que
Convulsionam e não são plenas.
Pois as frentes de trabalhos
Descobrimentos e “atalhos”
Na Terra não são amenas!
*
Se o passado te condenas,
Mentaliza o teu futuro.
Olha pra dentro de ti
E pra além da fronteira ou muro.
O teu corpo físico atual,
Define o espiritual
Ele é o seu porto seguro!
*
Já respirou quanto ar puro,
Ou poluíste em campo santo?
Quantas vidas intocáveis
Já viveste mesmo tanto?
E trazes, no bojo do espírito,
Um percurso longo, infinito...
Ronda dos milênios, quanto?
*
Tua mente possui num canto
Das criptas da memória,
Recursos enciclopédicos
Da cultura e da História...
Dos grandes centros do Planeta
Cada neurônio ou gameta...
Provou da derrota a glória!
*
Tua matéria simplória
Também já se revestiu
De todos os continentes
Seda e trapos te cobriu
E já marcou todos os salões
Com as irradiações
Das roupas que te vestiu!
*
Teu períspirito sutil
Em todo o plano terrestre.
Já integrou corpos no
Reino mineral, silvestre.
E as nações viram ou vão ver
Em todos os quadros do poder
Em um alienado ou mestre...
*
Já foi animal rupestre
Em todos os reinos ou couraça.
Tuas energias genésicas
E afetivas desenlaça.
Plasmou vidas mitológicas
E configurações biológicas
Morfológica em toda a raça!
*
Teus sentidos igual fumaça
Já foram arrebatados
Ao torvelinho de todos
Os prazeres imaginados.
A dor, a angustia, a tortura,
As diversões e amarguras...
Ou foi ou serão provados!
*
Bem ou mal foram expressados
Por tua voz, cada idioma.
E o teu coração pulsaste,
Ao inalar cada aroma.
Ao ritmo de todas as paixões,
Já causou desilusões
E viveu, quem nem tem soma!
*
Deslumbrados com o bioma
De espetáculos conhecidos.
Das trevas, às magnificências
Do belo, olhos e ouvidos,
Registram todas as linguagens,
Sons emitidos, paisagens,
De mundos que são permitidos!
*
Teus pulmões abastecidos
Já respiraram o ar
De todos os tipos de climas,
E assim o teu paladar,
Também se banqueteou
Nos acepipes que provou
Na terra, no céu, no mar...
*
Tuas mãos puderam tocar
Fortunas, constituídas
Por todos os padrões da moeda
Humana, adquiridas.
Tua pele, em cores diversas,
Já foi beijada e expressas,
Por sol, latitudes, vidas...
*
Tuas emoções revividas
Que brotam em cada lugar
Passaram os transes possíveis,
E impossíveis pra voltar.
De renascimento e “morte”
Julgas ser azar ou sorte?
Ouça! Eu vou te perguntar!
*
Não é tempo de renovar,
E que só com a renovação,
É que vale a vida humana?
Porque com a repetição
Não teria a necessidade
De um novo corpo em verdade
Nova existência era em vão?
*
Gastaria a encarnação
Com a sua alma jungida
Precedente, enfeitando
Jardim de cadáver, é vida?
Voltar à carne novamente
Por reencarnar somente
Não é uma missão perdida?
*
Viver a carne envaidecida
Com espirito em burilação.
Sem ter nenhum crescimento,
Perder a reencarnação.
Perde o caminho da luz
Conduzindo a mesma “cruz”
Sem nenhuma evolução!
*
Quer outra explicação
Não entendeu a primeira?
Ame e sirva ao semelhante,
Trabalhe a sua vida inteira.
Seja incansável na lida,
Quem por amor doa a vida
Tem evolução verdadeira!
*
Que você queira ou não queira
Perante o bem temos sido
Constante com a inconstância.
Ocioso e envaidecido,
Fieis à infidelidade...
E a grande necessidade
De transformar, esquecido!
*
Nada mais fará sentido
Sem haver evolução.
Então vamos melhorar
Em cada ato e reação...
Não repetir, ser inédito,
Fazendo valer nosso crédito,
Cumprindo a nossa missão!
*
De que serve a encarnação
A promessa em reparar
Muitos erros repetidos
Impedindo melhorar.
A evolução vem de onde
O amor e o servir reinar!
*

Fim.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Cordel sobre Rafael Fernandes

NO DIA 21/10/2017 A MINHA QUERIDA CIDADE DE RAFAEL FERNANDES COMPLETOU 54 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLITICA.
*
A PEDIDO DA MINHA “VELHA” E QUERIDA AMIGA DE INFÂNCIA Francisca Hiudevan Duarte EU FIZ ESTE CORDEL COM 52 ESTROFES EM DÉCIMAS.
*
VOU DEIXAR AQUI AS CINCO PRIMEIRAS ESTROFES COMO APERETIVOS PARA O LEITOR, QUEM DESEJAR LER AS OUTRAS 47 ESTROFES É SÓ ADQUIRIR O FOLHETO NO SALÃO METAMORFOSE. AV. INDEPENDENCIA 1756 EM PAU DOS FERROS R/N

Cordel sobre Rafael Fernandes
Por: Damião Metamorfose

Por volta do ano de mil
Novecentos e dezessete.
Assim a História compete
E diz que um povo gentil.
Em um recanto do Brasil
Quase ainda sem fronteira.
Num vale em uma ribeira
Perto da várzea que tinha.
Por isso o nome Varzinha
Foi à intenção primeira!

Foi da família Oliveira
Os primeiros a chegar
Construir casa e morar,
Naquela abundante eira.
Água e pasto de primeira
Para “criação” e gado
E o cultivo variado
Para o homem agricultor.
-O vento sopra a favor
E vai virando um povoado!
*
Com um terreno doado
Em um, nove, quatro, dois
E usando carro de bois,
O material foi levado.
Com o povo todo irmanado...
Uma capela foi erguida
Santa Luzia escolhida
A padroeira de Varzinha
E o Padre Manoel Caminha
Reza a missa pela ungida!

Tem os que até duvida
Quanto à origem da Varzinha
Se é politica ou picuinha
Aqui não vai ganhar vida
Por Eu será esquecida
Meu compromisso é com quem
Fez ou ainda faz o bem
Para o nosso município
E partindo deste principio
Vamos fazer bem também!

Vamos dá valor a quem
Rude ou com inteligência
Lutou pela existência
Do que hoje a gente tem.
Que adianta fazer desdém
De quem nem está presente
Vamos ver por outra lente
De um tempo dificultoso
E que esse povo corajoso
Lutou defendendo a gente?...

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Corrupção é dos políticos



Parte de um amigo ou parente
Fazer uma reunião.
Junta pai, primo e irmão,
E os babões naturalmente
De uma ideia inocente
Sem se saber nem por que
Inaugura um comitê
Depois de entrar num partido
Dai começa o moído
Que engana Eu ou você!
*
Tanto faz  vereador
Pra o tutelar ou prefeito
São quase do mesmo jeito,
Deputado, senador,
Igual pra governador
E se chegar a presidente?
Para juntar tanta gente
E do oponente ganhar.
Tem que comprar e subornar
Do mais rico ao mais carente!
*
Se o politico for ladrão...
O eleitor também é!
Politico age de má fé?
Por acaso o eleitor não?
Toda essa corrupção
Começa em casa, no lar.
Pois basta um filho chorar
Que alguém promete uma bala
Porque que o filho se cala?
Na intenção de algo ganhar!
*
Por que você quer mudar
Deputado ou presidente
Que te comprou alma e mente
E o que mais pode pagar?
Não adianta reclamar
Gritar ou fazer pressão...
E na próxima eleição
Cara e caríssimo eleitor
Em troca de algum favor
Votar no pior ladrão!
*
Se quer mudar a nação
Mude a ti primeiramente
E passe a votar consciente
E cobrar com convicção.
Vamos banir o bordão...
Tá ruim, mas estou ganhando.
Por que está ruim desde quando
Começa a lei da vantagem,
E a culpa da pilantragem
É de quem está votando!



quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Eu voto nulo ou no Lula?

Nessa o Temer safadão
Matou o Brasil na unha
Mas breve Eduardo Cunha
Faz a sua delação
Aí o bicho papão
Vai ser papado na ceia
E nem adianta cara feia
Nem dinheiro pra suborno
Porque dessa vez seu corno
Tu vai para na cadeia!
*
Mas vai que temer não caia...
Depois do Cunha, o Funaro
Vem pra estragar o reparo
Do fundo desse catraia.
E o filho do Cezar Maia
De quebra vai vir depois
Para dar nomes aos bois
Preparem-se minha gente
Que a chapa vai ficar quente
E em vez de um, cai é dois!
*
Aí pergunto a você
Se essa justiça demente
Sabe que Dilma é inocente
Não faz justiça por quê?
Se faz de cega e não vê
Ferindo as leis se anula
E não manda esse cu de mula
Se masturbar com biscoito
Porque em dois mil e dezoito

Eu voto nulo ou no Lula?

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Foi sim pra corrupção...

E a votação foi assim
Com o sim ganhando do não.
Foi sim pra corrupção
E eu dou não pra quem deu sim.
Uma vergonha pra mim,
Mas pra o poder tudo é possível.
O Temer foi infalível
Na compra dos deputados
E a gente paga os pecados
No aumento do combustível!
*
Temer vampiro safado
Golpista e cara de inseto.
Mas bom de jogo e arquiteto
Cara de sonso e lesado...
Comprou cada deputado,
E com este seu jogo imundo,
Sacaneou todo mundo.
Deixando o país no atraso.
Mas vocês vão tomar no raso,
Só pra não dizer; no fundo!
*
No país da hipocrisia
Que ladrão rouba ladrão.
Sim é mais ruim do que não
E pior, quando é maioria.
Mas Eu quero é ver no dia
Que o eleitor virar carrasco.
Com um nó na garganta e o asco
De cada um, com certeza.
Com o voto eu viro a mesa

E vocês vão tomar no frasco!